Home ▸ Como funciona

Como funciona o tratamento com ibogaína no IBTA

Na memória ruim – as pessoas que se queixam de memória ruim precisam saber que o que determina uma boa memória é o interesse na informação colhida e, o interesse depende de neurotransmissores endógenos conhecidos como dopamina e serotonina.

Em outras palavras sem informação não é interessante ou se mesmo que interessante ou importante nossos receptores neuroquímicos estão sujos, insensíveis ou off line mesmo que queiramos somos incapazes de armazenarmos as informações.

O tratamento com ibogaína associado a métodos de avaliação e ferramentas terapêuticas podem restabelecer seus receptores de neurotransmissão e assim trazer como resultado a memória que você sempre sonhou.

Concentração: a exemplo de como se faz necessário para ter uma boa memória para se ter uma boa concentração também precisamos de dopamina e serotonina e se esses elementos não forem produzidos e transmitidos dentro do organismo a concentração ficara comprometida.

Na fadiga – a fadiga é sentida em forma nociva muito mais em decorrência da baixa sensação de prazer na prática anteriormente desenvolvida ou no resultado alcançado do que por qualquer outra razão. Exemplos, após uma caminhada de dois quilômetros em meio a trilha e cachoeira, teremos uma tendência muito menor de nos sentirmos fadigados do que se andarmos os mesmos dois quilômetros desenvolvendo uma atividade que não gostamos de fazer, como talvez acompanharmos nosso companheiro por dois quilômetros para comprar um presente para sogra.

Tirando as brincadeiras a verdade é que a fadiga está associada a nossa capacidade de produzir endorfina, dopamina e outros. E um tratamento com ibogaína melhora a capacidade de sentirmos prazer nas pequenas coisas do dia a dia reduzindo assim a possibilidade de fadiga.

Como funciona o tratamento com ibogaína no IBTA